Nosso Blog

Como franzir o tecido (3 maneiras)

Neste artigo vamos ver como franzir o tecido de 3 maneiras diferentes. A última forma é a mais fácil e deixa o franzido perfeito. Claro que é a minha preferida! Os franzidos estão presentes em diversas peças seja do vestuário ou da costura criativa e vez por outra você vai precisar franzir alguma coisa. Por isso vamos te dar 3 opções de como franzir, para você experimentar e ver qual a forma que acha melhor e se adapta bem adapta. Bora aprender?
 

1 – Franzir da forma tradicional
(à maquina com pontos largos)

A primeira forma é a tradicional, ensinada nos livros de costura. Primeiro é necessário passar uma costura reta um pouco pra fora da margem de costura. É bom dar um pequeno retrocesso só no começo da costura para segurar as linhas no lugar. Para fazer esse franzido é importante que a máquina esteja regulada assim:
  • Comprimento do ponto no máximo disponível na sua máquina.
  • Tensão da linha entre o 2 e o 0.
Depois de fazer uma costura reta um pouco pra fora na margem, faça uma nova costura, dessa vez um pouco pra dentro da margem. Faça o mesmo retrocesso apenas no começo da costura. Na hora de cortar as linhas deixe uma sobra razoável.
 
Teremos então duas costuras paralelas. É importante que os retrocessos sejam feitos na mesma direção do tecido. Na ponta em que as linhas estão soltas, separe as linhas que vem do avesso do tecido. Segure elas bem firme, e com cuidado puxe o tecido na direção contrária. Esse movimento vai criar o franzido no tecido, é só ir ajustando pra quantidade de franzido que você desejar. Aquele retrocesso no começo ajuda a linha não escorregar e ir desfazendo os pontos.
 
Quando ele estiver do jeito que você deseja basta dar um nó nas pontas da linha e se preferir passar uma nova costura reta com pontos normais para deixar o franzido bem distribuído antes de aplicar no seu projeto. Para unir o franzido no seu projeto faça uma costura comum, respeitando a margem de costura que foi definida no começo. A costura de união deve ficar no meio das duas costuras que fizemos para franzir. Depois de costurado, não se esqueça de desfazer as costuras do franzido para manter um bom acabamento.
 
Resultado:
 

 

2 – Franzir usando outra linha

A segunda forma é uma forma mais rápida mas é necessário ter em mãos uma linha ou um cordão mais grosso como uma linha de crochê ou um barbante. Primeiro faça uma marcação no tecido para servir de linha guia. Depois, posicione o tecido na máquina e o cordão por cima dessa linha e ao mesmo tempo no centro do pé calcador. Para fazer esse franzido é importante que a máquina esteja regulada assim:

  • Selecione o ponto Zig zag.
  • Largura do ponto entre o 5 ou 6.
  • Comprimento do ponto entre o 1 e o 2.
  • Tensão da linha normal. (Se você não sabe como regular a tensão da linha do jeito certo veja o artigo: “Como regular a tensão da linha”)

O cordão tem que ficar no meio do zig zag mas sem ficar preso. A agulha não pode passar em cima dele, apenas de um lado pro outro.

Depois de fazer o zig zag de uma ponta até a outra do tecido que deseja franzir, segure o cordão de um dos lados e empurre o tecido na direção contrária. O efeito é o mesmo da forma anterior, porém, é mais fácil puxar o cordão do que as linhas da costura. Depois de ajeitar o franzido do jeito que desejar você pode passar uma costura reta na máquina pra segurar o franzido no lugar e depois uni-lo no seu projeto com uma margem de costura maior para ficar mais fácil de desmanchar os pontos do franzido depois.

Resultado:

 

3 – Franzir à Máquina com Lastex

A última forma é o franzido com lastex que é a minha preferida. O lastex pra quem não sabe é uma espécie de linha elástica. Vamos usá-lo na bobina e para enchê-la é só enrolar com a mão mesmo esticando ele bem de levinho. Depois é só colocar a bobina no lugar e começar a costurar, eu não faço nenhuma alteração na caixa de bobina. Deixo o ponto no comprimento e na tensão normal.

O tipo da costura é igual a da primeira forma, primeiro uma costura um pouco pra fora da margem e outra paralela, um pouco pra dentro da margem. Mas a diferença é que com o lastex o tecido se franze sozinho! Para fazer a segunda costura é necessário esticar o tecido enquanto vai costurando. E o resultado final é um franzido totalmente perfeito e uniforme. é só uni-lo no seu projeto seguindo a margem de costura e depois não esquecer de desfazer os pontos feitos com lastex pra deixar o acabamento impecável.

Resultado:

DICA: Para quem tem máquina que possui a caixa de bobina, talvez seja necessário soltar um pouco o parafuso, para evitar que a caixa de bobina estrague futuramente e pro ponto com lastex sair direito A dica é que se possível se tenha uma outra caixa de bobina só para o lastex, para evitar que depois a sua máquina fique desregulada para costurar tecidos com a linha comum.

E aí? Qual dessas formas você mais gostou? Conhece alguma diferente? Comenta aqui em baixo pra gente saber. Que tal ver tudo isso na prática?! Assista o nosso vídeo: “Como franzir o tecido (3 maneiras)”.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe:

5 respostas

  1. Olá! Adorei suas explicações. Clara. Calma. Objetiva.

    Por favor, eu estou procurando pdfs para pijamas masc e feminino com a blusa de aboatamento e dois bolsos. Também da calça chino feminina cintura alta e calça de elástico feminina. Você tem? Obrigada. Um beijo e felicidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

6 − 4 =

Está Gostando? Compartilhe

FIQUE POR DENTRO!

Seja avisado sempre que surgir um conteúdo novo aqui na Linha N'agulha

Seja bem-vindo(a)! Para poder apresentar o site da melhor forma possível, utilizamos cookies. Para saber mais, acesse nossa Política de Privacidade.